Sobre o Nascimento das Fraldas do Sul

Aqui quem vos escreve é a Larissa, idealizadora e produtora das Fraldas do Sul.

A descoberta das Fraldas de Pano

Descobri as Fraldas de Pano no meio da galera da “Humanização do Parto e Nascimento”. Cursava Psicologia na época, trabalhava fora e tempo não era exatamente algo que eu tinha muito à disposição. Mas a ideia das fraldas de pano me pareceu fantástica, afinal, eu já não utilizava absorventes descartáveis a algum tempo e não conseguia imaginar uma criança com um plástico no corpo o dia todo.

Entre um estágio e outro fui procurando mais informações sobre as fraldas. Eu sempre quis ter filhos e sempre busquei muito conteúdo online sobre. Sempre tive vontade de poder criar meus filhos de forma mais próxima. Empreender com fraldas de pano ainda não passava pela minha cabeça, afinal, estava me formando em Psicologia. Sempre achei que o consultório seria o meu caminho.

Eis que um dia me deparo com a divulgação de um curso de costura de Fraldas de Pano. Já tinha algum contato com costura, mas muito superficial, apenas com a máquina antiga que deve ter lá seus 60 anos. Fui espiar sobre o curso e o valor estava fora do meu orçamento (apesar de ser justíssimo, o curso é ótimo – recomendo). Mesmo assim, me cadastrei para receber mais informações. Afinal, quem sabe mais pra frente rola. Foi divulgado nas redes sociais desse curso que haveria um concurso que valeria uma bolsa integral. Era necessário apenas responder uma pergunta. A primeira que respondesse ganharia a bolsa.

A pergunta era: “Para que serve a faixa de soft nas pernas das fraldas.”

Eu sabia, já havia lido sobre isso. É para minimizar a chance de vazamentos. Mandei o e-mail, agora é só torcer.

SIM, SIM, SIM eu fui a primeira! SIM, eu ganhei a bolsa. A pessoa que nunca ganhou nem bingo de igreja ganhou o curso.

Ok. Passada a euforia inicial, foi necessário achar tempo para incluir um curso de costura na minha agenda. Trabalho formal, estágio, TCC, casa (já falei que tenho dois lindos cães?). O curso era online. Fiz nos finais de semana. Comprei uma máquina doméstica pequena, fui acompanhando as aulas e praticando. As primeiras fraldas foram um DESTRATE TOTAL. isso não é um exagero. Tira dúvidas com a professora, refaz o molde, continua muito ruim. Vamos seguindo.

Final do curso, a costura já tinha melhorado muito mas ainda não estava em nível de comercialização. Decidi deixar o semestre seguinte somente para me dedicar a faculdade. Depois, quem sabe, um dia, voltaria para a máquina. No dia do Fechamento do curso, a Michely ( organizadora e professora do Curso) nos informou que iria sortear uma máquina de costura entre as alunas. Cada uma era representada pelo seu número de ingresso no curso. Eu nem sabia qual era meu número.

SIM, SIM, SIM fui sorteada de novo (nessa fase eu já acreditava em destino ,rs). A máquina chegou. Se eu tivesse ignorado mais esse “sinal” com certeza o próximo seria algo no nível perder o emprego e depender dessa renda. Melhor não arriscar. Revejo a modelagem, descubro um material que pode ir na secadora e não falta mais nada. Surgem as primeiras peças.

13887026_917293595080773_4769334587815135469_n

Até então meu marido não se envolvia (nem botava muita fé) na empresa. Aos poucos foram feitos os primeiros testes em bebês. Sucesso!

Logo vieram as primeiras vendas. Marido se anima. Começamos a produzir juntos. Virou o nosso projeto. Transformamos nossa sala em uma mini confecção. Sai a primeira coleção em 2016.

14702446_964133583730107_2561205175841177925_n
Esta sou eu, nas fotos da primeira campanha.

A partir daí não paramos mais. Trocamos as máquinas, desenvolvemos  processos e temos aprimorado o produto desde então. André (Marido) se responsabiliza pelo financeiro e pela parte burocrática da empresa. Hoje ele costura tão bem quanto eu e temos mantido a produção com a ajuda da minha irmã (Isabelle) que nos dá uma força com os acabamentos. Eu costuro, pesquiso, faço pilotos e atendo os clientes.

Estamos constantemente em busca de melhorias e desenvolvimento dos nossos produtos. Quando você compra uma fralda, esta comprando também todo o carinho e a dedicação que nós colocamos em cada peça, que é individualmente costurada.

Nós acreditamos que precisamos deixar filhos melhores para o planeta. Por isso incentivamos o empreendedorismo materno e familiar, um parto respeitoso e uma criação próxima e não violenta. Precisamos também deixar um planeta mais sustentável.

Nossa família costura com amor para a sua família e para o mundo ❤

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s